Jornal da Universidade Federal do Pará. Ano XXX Nº 130. Abril e Maio de 2016

Alunos ganham prêmio internacional

A professora Luciana Centeno com os alunos
responsáveis pelo Projeto Cookitos.

por Juliana Theodoro / Dezembro e Janeiro de 2014
foto Acervo do Projeto



Ana Clara Vasconcelos, Ed Junior, Lívia Martins e Thaís Andrade, alunos do último semestre do curso de Engenharia de Alimentos do Instituto de Tecnologia (ITEC) da Universidade Federal do Pará, utilizaram matérias-primas amazônicas como base para a criação do Cookitos, biscoito rico em proteína, fibra, com baixo teor de sódio e destinado a complementar a merenda escolar infantil.

Sob orientação da professora Luciana Ferreira Centeno, o Projeto Cookitos participou da primeira edição do Prêmio Estudantes da Ciência de Alimentos Combatendo a Fome, do Congresso Internacional de Ciência e Tecnologia de Alimentos, da Union of  Food Science and Technology, em Montreal, no Canadá, e foi vencedor. Os estudantes paraenses concorreram com outros oito projetos alimentícios. Entre os participantes, estavam a Universidade de São Paulo (USP) e estudantes da Austrália, Coreia do Norte, Tailândia e Cingapura.

Além do biscoito, o Projeto Cookitos criou uma estrutura de integração com as casas de farinha, comuns no interior do Estado, para a produção do cookie. “É o que chamamos de solução completamente integrada, porque trabalhamos também a responsabilidade social, a atenção com a cultura local, além de todo o aspecto da viabilidade econômica”, explica a professora Luciana Centeno.

“Ao valorizar as casas de farinha, muito presente nos municípios do interior do Estado, o nosso objetivo é melhorar o que já temos aqui, gerando emprego e renda para as pessoas da nossa região. Esse é o foco do nosso trabalho, além do nosso produto ser algo nutritivo, claro”, afirma a estudante Lívia Martins.

Além do cuidado social e cultural, a escolha da mandioca e de outros elementos da biodiversidade amazônica como matérias-primas deu-se também pela sua presença na vida da população da região. “A Amazônia tem uma biodiversidade rica e com ampla possibilidade de uso em produtos alimentícios. Na verdade, foi até difícil selecionar uma matéria-prima. Na formulação do produto, nós levamos em consideração as frutas que a população consome e com as quais tem mais familiaridade, consideramos o histórico tradicional de uso daquele alimento”, conta a professora Luciana.

Experiência envolveu todos os processos de produção

Com a formatura prevista para o final deste ano, o Projeto Cookitos serviu como teste para o mercado de trabalho. Com o projeto, os estudantes vivenciaram todos os processos da produção de alimentos, desde a definição do processamento adequado, a segurança alimentar dos produtos finais, os cálculos das proporções adequadas ao teor de nutrientes desejado até a elaboração da embalagem. “Nós desenvolvemos uma identidade visual para a embalagem do produto utilizando elementos que remetem a nossa cultura e a nossa região. Criamos um personagem para o Cookitos, um indiozinho, para chamar  atenção das crianças. O fato de ser colorido representa a fauna e a flora, pois queríamos enfatizar a Amazônia, afinal de contas, estamos em um local privilegiado do País”, comenta Lívia Martins.

A professora Luciana Centeno explica que “na área de desenvolvimento de produtos, um projeto como este faz com que o aluno revise toda a sua formação e veja o quanto está preparado para o mercado de trabalho. Assim, é extremamente enriquecedor para os estudantes que participam e, por isso, nós estimulamos a elaboração desse tipo de projeto. Isso é comum em outros lugares e nós estamos tentando trazer essa cultura para a nossa realidade. Com a premiação, percebemos que o nosso curso não fica atrás do de nenhuma outra instituição”. 

“O prêmio serve de incentivo para outros alunos, para quem não acreditava no potencial do curso. Várias pessoas vieram conversar conosco. Nós tivemos o reconhecimento dos professores e isso foi muito gratificante”, diz a estudante Thaís Andrade. “Foi a primeira edição do prêmio e a UFPA alcançou o primeiro lugar, o que significa que estamos dando o exemplo para outras instituições”, completa a professora.

O Projeto Cookitos foi elaborado pela Rede de Pesquisa MANI para o Desenvolvimento Científico e Tecnológico da Cadeia Produtiva da Mandioca, que é vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Ciência e Tecnologia de Alimentos (PPGCTA), coordenado pela professora Alessandra Lopes e financiado pelo CNPq e pela Fafespa.

comentários (6)
UFPA em destaque
escrito por Marcia Carvalho, janeiro 03, 2015
parabens. Isso mostra o potencial de nossa região e de nossos alunos e professores. Eu quero provar essa cookitos. quando estará disponível no mercado ???
Email: Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.
Cookitos
escrito por Moizés Rodrigues Baltazar, janeiro 07, 2015
Gostaria de saber qual o produto que enriqueceu com proteína sabendo-se que a mandioca é rica em carbohidratos.

Email: Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.
Discente Ciências Contábeis UFPA
escrito por Lilian Lisboa Venâncio da Silva, janeiro 10, 2015
Parabenizo aos alunos aos professores pelo trabalho, premiação e dedicação, a universidade e os incentivadores pelo apoia dado, e desejo força e fé para continuação do projeto.
Há e quero experimentar rsrs bjs Lilian L.V da Silva

Email: Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.
Discente Ciências Contábeis UFPA
escrito por Lilian Lisboa Venâncio da Silva, janeiro 10, 2015
Parabenizo aos alunos aos professores pelo trabalho, premiação e dedicação, a universidade e os incentivadores pelo apoia dado, e desejo força e fé para continuação do projeto.
Há e quero experimentar rsrs bjs Lilian L.V da Silva

Email: Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.
Parabéns!
escrito por Klycia Vilhena, janeiro 12, 2015
Parabéns aos nossos pesquisadores! A Amazônia mostrando que forma, sim, mão de obra muito qualificada para o desenvolvimento socioambiental desta e das futuras gerações!
Email: Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.
Cookitos!
escrito por Roseane Pinto, fevereiro 05, 2015
A ideia é fantástica. Parabenizo a todos! Gostaria de provar. Como e quando a comunidade acadêmica terá algum acesso? Abraços, Profa. Roseane Pinto.
Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

Escreva seu comentário
menor | maior

busy